Pesquisa Eleitoral


Pesquisa Eleitoral

Além do melhor quadro técnico do mercado, contando com Doutoures na nossa equipe, temos um sistema EXCLUSIVO chamado VOX que permite maior exatidão e segurança nos resultados. Hoje as maiores dúvidas quanto a uma pesquisa são:

1 - Será que foram mesmo fazer a pesquisa na minha cidade? 
Com o sistema VOX nossos clientes sabem exatamente os locais e ruas por onde nossa equipe passou em tempo real, via satélite.

2 - Será que o resultado é real?
Sem dúvida! Nossa coleta é 100% feita por meio de dispositivos eletrônicos e não tem intervenção humana após a sua coleta, uma vez o dado coletado ele vai diretamente para o nosso servidor, o arquivo criptografado não pode ser alterado. Nosso método é o único que pode afirmar ser 100% a prova de fraudes

3 - Será que é sigiloso? 

Nem nossas coletoras tem acesso ao resultado, somente nossos clientes e nossa estatística tem acesso ao resultado final, por meio de um contrato de confidencialidade nada analisado ou coletado pode ser divulgado sem autorização de nossos clientes. Nossos sistema de segurança, certificações garantem a integridade dos dados e sua confidencialidade.

EMET: Compromisso com a verdade!

Diferença entre Pesquisa Qualitativa e Quantitativa:



Objetivo

Qualitativa

Quantitativa

O objetivo é compreender os fenômenos sociais através da coleta de dados narrativos, estudando as particularidades e experiências individuais.

O objetivo é compreender os fenômenos sociais através da coleta de dados numéricos, apontando preferências, comportamentos e outras ações dos indivíduos que pertencem a determinado grupo ou sociedade.

Tipo de dados

A pesquisa qualitativa reúne dados que são coletados em narrativa, como diários, questionários abertos, entrevistas e observações que não são codificadas usando um sistema numérico.

A pesquisa quantitativa reúne dados que podem ser codificados de forma numérica.

Quando é usado

Usado para entender os motivos, opiniões e motivações subjacentes. Neste tipo de pesquisa são fornecias informações sobre um problema ou ajuda para desenvolver ideias ou hipóteses.
Pesquisa qualitativa também é usada para descobrir tendências de pensamento e opiniões.

A pesquisa quantitativa é usada para quantificar um problema por meio da geração de dados numéricos ou dados que podem ser transformados em estatísticas utilizáveis.
A quantificação de atitudes, opiniões e comportamentos são usadas para generalizar os resultados de uma população.

Tipo de abordagem

Subjetivo, orientado aos processos.

Objetivo, orientado para os resultados.

Amostragem

Selecionada. Utiliza-se uma amostra pequena, a fim de obter uma compreensão aprofundada.

Aleatória. É selecionada uma amostra representativa grande, a fim de generalizar resultados para uma população.

Medição

Não padronizada, narrativa (palavra escrita). Os resultados são medidos durante a entrevista.

Padronizado, numérico (medições, números). Os resultados são analisados no final.

Método de coleta

Flexível, especificado apenas em termos gerais antes do estudo.

Estruturado, inflexível, especificado em detalhes antes do estudo.

Estratégias para coleta de dados

Alguns métodos comuns incluem grupos focais (discussões em grupo), entrevistas individuais e observações.

Questionários online, questionários impressos, entrevistas presenciais, telefônicas ou digitais, estudos longitudinais, interceptores de sites e observações sistemáticas.

Análise dos dados

Os dados brutos estão em palavras e são analisados em curso. Eles envolvem o uso de observações e comentários para se chegar a uma conclusão.

Os dados brutos são número e são analisados ao final do estudo, utilizando de cálculos estatísticos para se chegar a uma conclusão.

Interpretação dos dados

As conclusões são provisórias e podem mudar. São revisadas de forma contínua.
As inferências e generalizações são de responsabilidade do leitor.

As conclusões e generalizações são formuladas no final do estudo, declaradas com grau de certeza predeterminado. Inferências e generalizações são da responsabilidade do pesquisador.


Calcule margem de erro e confiabilidade para a sua cidade, clique aqui.


Quando usar pesquisa qualitativa ou quantitativa?
A pesquisa quantitativa é comumente utilizada na coleta de grandes quantidades de dados, extraídos de um grande número de pessoas, sendo coletadas e analisadas. Então ela é uma boa opção quando se busca trabalhar com pesquisa de grande escala. Por outro lado, na pesquisa qualitativa é possível extrair dados mais subjetivos, com perguntas abertas, permitindo conhecer mais sobre o indivíduo. Ela é mais utilizada com pequenas amostragens, e muitas vezes abre novas opções e ideias, que não se conseguiria com uma pesquisa quantitativa, pela sua natureza fechada. Porém, a realização de pesquisa qualitativa com grande quantidade de dados não é impossível, apenas demanda mais tempo e equipe envolvida.

Exemplos de pesquisas quantitativas e qualitativas
Pesquisas qualitativas são usadas para estudar casos específicos e descobrir como as pessoas pensam ou se sentem de forma mais detalhada. Elas também podem ser utilizadas para explorar determinado assunto que ainda não se tem conhecimento, como no caso de uma empresa que precisa saber como está sua imagem no mercado. Já as pesquisas quantitativas são utilizadas para estudar as tendências em grandes grupos, ou medir dados de sociedades, como no caso de pesquisas de intenção de votos ou do Censo.

Imagens e Explicações sobre o sistema VOX, de exclusividade da EMET.

Nossa empresa desenvolveu um sistema de pesquisa eleitoral digital, onde coletor de pesquisa não tem acesso aos resultados e nem ao banco de dados, todas as informações são automaticamente enviadas para o servidor da empresa, o banco de dados é analisado e processado, ficando disponível ao cliente online via internet. 

Nosso cliente pode acompanhar passo a passo a pesquisa, saber aonde estão sendo realizadas as pesquisas, damos a localização exata, com nomes da ruas e fotos dos percursos realizados via satélite online.

Somente o cliente tem acesso as apurações online, ao final do resultado nossa estatística analisa os resultados coletados e publica o relatório técnico conclusivo da pesquisa. O cliente pode baixar via internet ou solicitar por escrito este relatório. Todos os dados são sigilosos e seguros, somente o cliente terá acesso a pesquisa.

Além dos resultados práticos, listados de forma clara por meio de gráficos, também disponibilizamos aos nossos clientes o perfil de seu eleitorado e suas demandas.

 

Como uma pesquisa eleitoral com 1100 pessoas pode determinar a intenção de voto de 1.000.000 de pessoas?

Uma pessoa adulta tem entre cinco e seis litros de sangue. Mesmo assim, os médicos conseguem descobrir doenças como a anemia extraindo alguns poucos mililitros de um paciente - em um exame como o hemograma. A analogia acima se aplica às pesquisas eleitorais e de opinião: com os métodos certos, é possível conhecer o pensamento e as tendências em um grupo tão grande quanto os eleitores brasileiros (146 milhões de pessoas, segundo o Tribunal Superior Eleitoral) a partir de entrevistas com uma pequena parte deste contingente - amostras de 5.000 pessoas ou até menos.

Como é feita uma pesquisa? 

Primeiro, os pesquisadores definem uma amostra que seja representativa do grupo a ser pesquisado, usando dados públicos. O objetivo é escolher um número limitado de pessoas, cujas características sejam parecidas com a do grupo maior que se queira pesquisar (que os estatísticos chamam de universo). Para que a pesquisa esteja correta, a amostra precisa corresponder ao universo dentro de alguns critérios (escolaridade, idade, gênero, etc). Esses critérios são chamados de variáveis.

  

CUIDADO! Enquete não é pesquisa!

As pesquisas são cientificamente criadas para fazer com que as respostas sejam dadas por pessoas que "representem" o todo do grupo que se quer conhecer - em uma pesquisa eleitoral para presidente, este "todo" é o universo dos eleitores brasileiros. Já as enquetes de um site ou página não têm qualquer controle de quem vai responder às perguntas - por isso, podem acabar "ouvindo" de forma desproporcional pessoas de uma determinada classe social, faixa de escolaridade, profissão ou até inclinação política. Os resultados estarão, portanto, distorcidos. "Podemos destacar, por exemplo, a limitação que ocorre pelo próprio público, uma vez que parte da população não tem internet, sequer sabe ler ou escrever.